Curso tecnico X Curso tecnologo — NRB

Nesse post, separamos as diferenças entre o curso técnico e curso tecnólogo, para entender como cada um deles funciona e qual seria a melhor opção para o seu futuro.


Publicidade

Afinal, sempre surgem dúvidas em relação aos tipos de ensino que podem ser encontrados por aí, podendo comprometer a sua escolha e até ser um mal investimento.

Então, não perca mais tempo, pegue agora mesmo o seu bloquinho de notas e vamos começar!

Diferenças entre o curso técnico e curso tecnólogo

Os cursos vêm ganhando cada vez mais espaço nos currículos, trazendo diversas oportunidades de crescimento e até troca de carreira.

Assim, os cursos tem uma duração curta e são focados na área prática, operacional. Além de terrem valores mais baixos que uma graduação.

Ou seja, é um pouco mais interessante para aqueles que precisam de algo mais imediato.

A partir disso, vamos conhecer melhor cada um desses.

Curso técnico:

Cursos técnicos são ensinos de nível médio no sistema de educação. Geralmente, oferecidos em escolas e instituições secundárias.

Entretanto, possuem nível acadêmico e oferecem diplomas profissionais.

Curso tecnico X Curso tecnologo — NRB

Justamente por isso, esse tipo de curso ganhou destaque entre os alunos do Ensino Médio.

Afinal, traz a chance de começar a cursar o técnico no primeiro ano e, ao terminar a escola, também já estará terminando o curso.

Com isso, você já sai da escola com uma formação e um diploma no seu currículo.

Em termos simples, os cursos técnicos tem como objetivo principal capacitar você de maneira teórica e prática em atividades de setor produtivo.

Veja a melhor opção: Curso EAD x Curso Presencial

Pensando na duração, o técnico pode variar de alguns meses até três anos. Ou seja, algo muito mais rápido que uma graduação.

Atualmente, existem diferentes tipos de cursos técnicos e cada um deles pode requisitar algo específico.

Por exemplo, alguns requerem apenas o fundamental completo e alguns podem ser feitos até por aqueles que não terminaram o ensino fundamental.

Além do mais, existe uma grande rede de bolsas aqui no Brasil, para aumentar a formação de profissionais que ainda vão entrar no mercado de trabalho.

Por fim, tenha em mente que o foco é nível operacional, voltado para áreas emergentes do mercado.

Portanto, as chances de conseguir um emprego rapidamente são maiores.

Vale destacar que, após terminar o curso técnico, você ainda pode fazer especializações de nível médio, faculdades ou outros cursos técnicos.

Curso tecnólogo:

O curso tecnólogo, também chamado de Curso Superior de Tecnologia é definido como um curso de grau superior.

Portanto, forma profissionais que estariam um nível acima dos técnicos.

O principal diferencial aqui é que apenas aqueles que já concluíram o ensino médio podem começar este curso.

Curso tecnico X Curso tecnologo — NRB

Já em relação a duração, o tecnólogo pode variar de dois a três anos, sendo que, ao final do curso, você garante um certificado de diploma superior.

É importante destacar aqui que o principal foco aqui é formar profissionais capazes de ocupar espaços de supervisão.

Como coordenação, gestão, infraestrutura, controle e processos industriais, desenvolvimento educacional e social e assim por diante.

Ambos os cursos tem como foco atingir áreas em expansão no mercado.

O que também garante uma alta taxa de empregabilidade.

Com isso, é comum que tenham um conhecimento e disciplinas mais práticas.

Enfim, ao terminar o seu curso tecnólogo, você pode investir em uma pós-graduação, especializações de nível superior, mestrados e até doutorados.

Daí essa diferença entre os dois cursos, um sendo de nível superior e outro de nível médio.

Outra informação importante é que, para fazer esse tipo de curso, você vai precisar passar em um processo seletivo.

Inclusive, ao final do curso, é possível que você precise fazer algum estágio ou mesmo um TCC para conseguir se formar.

Confira qual curso escolher: Copeira x Camareira

 Qual opção escolher?

Agora que você já conhece melhor cada uma dessas opções, pode surgir a dúvida de qual escolher.

Neste cenário, é preciso analisar as opções bem como as instituições que oferecem esse tipo de ensino.

Por exemplo, se você ainda não terminou o ensino médio, a melhor saída é escolher o curso técnico, já que não pode começar um tecnólogo.

Os cursos técnicos são oferecidos em instituições federais, escolas técnicas e escolas do Sistema S.

Sistema S são escolhas como o Senai e Senac.

Já os cursos tecnólogos são encontrados nas universidades, faculdades e em centros universitários.

Ao mesmo tempo, é preciso analisar a duração de cada um bem como o período de estudo, para encaixar isso na sua rotina.

Muitas vezes, ao começar um curso junto com os estudos, você pode se sentir sobrecarregado.

Então, é preciso organizar os horários e manter tudo separado, para não comprometer nem um ensino nem outro.

Mais importante que isso, analise exatamente o que você gosta e o mercado de trabalho.

Desse modo, defina qual é a sua área de interesse, quais os cursos que existem dentro dessa área e qual seria o trabalho que gostaria de ter.

Esse tipo de análise é fundamental para que você não acabe cursando algo que não gosta.

Portanto, aumenta as chances de você realmente se empenhar no ensino, aprender mais e usar aquele ensino no seu futuro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui