Inauguração hcor
Inauguração hcor

O secretario de Estado da Saúde, Antonio Jorge Souza Marques, assegurou nesta quinta-feira (09), durante visita a São Sebastião do Paraíso, uma série de investimentos e ações que vão dar uma nova dinâmica na saúde pública regional. Acompanhado do secretário de Transportes e Obras Públicas, Carlos Mendes, os secretário visitou a Santa Casa e, entre importantes benefícios, autorizou o processo para o credenciamento do Hospital Regional do Coração – HRCor, unidade de 6.000 m² dimensionada para a assistência em alta complexidade cardiovascular para cerca de 50 municípios e também a habilitação do município na rede de urgência e emergência

Prefeitos, provedores de hospitais e secretários municipais de saúde recepcionaram os secretários, que desembarcaram no aeroporto de Paraíso por volta das 9h30.

Inauguração hcor
Inauguração hcor

Na comitiva estava ainda o coordenador de Urgência e Emergência da Secretária, Rasivel Reis, e o consultor hospitalar Francisco Figueiredo, que está auxiliando a reestruturação administrativa e financeira da Santa Casa de Paraíso. Na primeira etapa da visita a comitiva percorreu os setores da Santa Casa e do Hospital do Coração, conhecendo de perto os problemas e as potencialidades da instituição centenária. Em seguida, ouve uma reunião com dirigentes do hospital.

“Estamos vivendo um momento financeiro delicado, mas estamos reestruturando nossos processos administrativos e caminhando na direção da viabilização de novas conquistas, para isso, precisamos do apoio do Governo do Estado”, disse o provedor Flávio Westin.

O administrador da Santa Casa, Adriano Rosa do Nascimento, colocou de forma técnica um documento detalhando os projetos estruturadores da hospital. “A prioridade é a habilitação da Santa Casa na rede de urgência e emergência, depois o credenciamento de serviços a começar pela unidade cardiovascular (Hospital do Coração)”, destacou Nascimento, pontuando todos os projetos com sua justificativa de atendimento à comunidade regional.

O prefeito Mauro Zanin disse que o município paraisense já conta com 100% de atenção básica na saúde, e afirmou que a Prefeitura tem o compromisso com a Santa Casa na viabilização da rede de urgência e emergência.

Após visitar as instalações e de ouvir o relato das lideranças, o secretário Antonio Jorge se disse muito impressionado com a Santa Casa de Paraíso. “Realmente temos aqui um grande potencial e uma oportunidade muito boa, mas temos que discutir com clareza se o cliente preferencial será do SUS, pois o aporte de investimentos públicos já realizados aqui através do Melles, pelo Governo do Estado, foi muito elevado”, disse Antonio Jorge, para em seguida despachar cada item do documento apresentado pela Santa Casa.

“Um Pronto Atendimento eficiente é fundamental, vamos fazer um negócio belíssimo aqui na Santa Casa, transformando a UPA 2 (já conquistada) em UPA Hospitalar, que será a porta de entrada da rede de urgência e emergência para o atendimento de toda a região”, pontuou.

“Estou tomando aqui a decisão imediata da iniciar o processo de credenciamento do serviço cardiovascular. Vamos fazer um trabalho parceiro e imediato, a Santa Casa vai cumprir os procedimentos do manual da credenciamento e creio que até o final do ano teremos o Hospital do Coração credenciado”, disse Antonio Jorge, que doou ainda aparelhos novos de Raixo X e mamografia, a garantia da expansão do serviço de hemodiálise com 15 novas máquinas e reforma e ampliação do prédio, uma unidade do Samu sediada no município, assegurou que, a partir da criação da Casa Mãe de Minas, a Santa Casa irá receber o incentivo para auxiliar na manutenção da Maternidade Gestante Alto Risco e finalmente autorizou a reestruturação da UTI Neonatal.

“Nossa política é buscar escala no atendimento, por isso estamos autorizando serviços que são para a atenção regional e necessitam do apoio dos municípios, do pacto dos prefeitos, para que nasça absolutamente sustentável”, frisou.

Em meio ao cenário benigno de novos investimentos anunciados, o secretário não deixou de alertar sobre o processo de gestão da Santa Casa. “Aquele modelo de hospital de caridade antigo está superado, hoje uma Santa Casa como esta exige a mesma atenção mas com grande aporte tecnológico e com uma gestão complexa, por isso, é fundamental que cada vez mais se busque uma gestão hospitalar moderna, profissional”, pontuou Antonio Jorge, destacando que “só abnegados não dão conta de uma gestão difícil como é exigida pelos hospitais. Tem que ser gente preparada, que estudou para isso, que tem o conhecimento”, alertou.

O secretário Carlos Melles reforçou cada pacto que a região e a Santa Casa estava assumindo com o Governo do Estado.

“É um novo ciclo na saúde regional, são obras e serviços para atender dezenas de municípios, por isso temos este compromisso de cumprir nossa parte no trato com o secretário Antonio Jorge”, disse Melles.

Já na segunda reunião, realizada no Clube dos Médicos, estavam presentes 12 prefeitos, 20 secretários municipais de saúde e provedores de hospitais da região. O secretário apresentou a nova dirigente da Diretoria Regional de Saúde de Passos, Kátia Rita Gonçalves, e falou dos investimentos que estão sendo realizados pelo Governo do Estado na área da saúde em Minas Gerais. Alguns prefeitos e secretários fizeram reivindicações pontuais para seus municípios, e reafirmaram a importância dos serviços e alta complexidade anunciados.

“O investimento na Santa Casa de Paraíso é importante para toda a região”, reforçou o prefeito de Delfinópolis, José Geraldo Franco Martins.

Com a agenda apertada, o secretário Antonio Jorge abriu canais para o encaminhando das demandas municipais e encerrou afirmando ter sido importante a união de todos para que a região ganhasse mais um hospital regional.

“A Santa Casa de Paraíso será referência regional, nos serviços que já presta, no serviço cardiovascular e na rede urgência e emergência”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui