Traficante “Lacoste” do CV no morro do Chapadão pode estar entre os mortos em operação policial

By | October 12, 2013
Mais feio que a necessidade

Mais feio que a necessidade

Fonte: Jornal Extra

A polícia está investigando se um dos três mortos no tiroteio, seguido de um acidente, que ocorreu na sexta-feira na Avenida Brasil, é Fellipe Correia de Souza Fernandes, o “Lacoste”, número 2 na hierarquia do tráfico no Morro do Chapadão, em Costa Barros. Esta informação chegou pelo WhatsApp do EXTRA (21 96441263). Um dos corpos tem uma tatuagem semelhante à que Lacoste tinha — o nome “Jesus”, em um dos braços —, mas o reconhecimento oficial ainda depende do exame papiloscópico que será feito no Instituto Médico Legal (IML).

As mortes ocorreram durante uma perseguição policial na tarde de sexta, que começou depois que uma patrulha com três PMs do 41º BPM (Irajá) emparelhou com dois carros em alta velocidade na seletiva da Avenida Brasil. Cada carro tinha quatro bandidos fortemente armados, que reagiram à aproximação da polícia. Durante o tiroteio, um policial foi ferido de raspão na costela.

Lacoste estaria no Renault Sandero, que, no tiroteio, caiu num valão por onde passa o Rio Acari. Apenas um dos quatro bandidos sobreviveu à queda e conseguiu fugir. O caso foi registrado na 39ª DP (Pavuna), que, até o momento, não confirmou a identidade de nenhum dos três mortos.

De acordo com informações do Disque Denúncia, Lacoste estava foragido da Justiça. Em outubro de 2011, ele estava entre sete presos que escaparam da Polinter, no Grajaú, após renderem dois policiais de plantão na unidade.

Foto: Bárbara Lopes / Agência O Globo

Foto: Bárbara Lopes / Agência O Globo

Atualização: polícia confirma que o traficante Lacoste está entre os mortos na operação

 



 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *