Traficante aborda carro na rua Morais Pinheiro em Anchieta e é fuzilado por motorista

By | November 8, 2013

Rio – Como já falamos aqui em outra matéria a rua Morais Pinheiro em Anchieta está tomada por traficantes do Complexo do Chapadão, a rua que já foi tranquila recebeu estes marginais depois que o governo de Sérgio Cabral empurrou para as zonas norte e oeste os criminosos das favelas ditas pacificadas.

Os marginais ditam as regras para os carros que circulam na via: pisca-alerta, andar devagar, vidros abertos e a noite a luz interna deve estar ligada. Nesta sexta-feira pela manhã, um motorista que provavelmente não conhecia as regras que os traficantes impõem a moradores para circular na via foi abordado por um bandido armado com um fuzil por estar com os vidros fechados, para surpresa da criatura o motorista estava armado e efetuou um único disparo que mandou o vagabundo desta para melhor.

Morreu na hora? Morreu depois? Não sei, não pedi telefone e não liguei para saber.

Depois de ter um colega morto por um motorista os traficantes ficaram mais agitados e seu número aumentou, estão abordando moradores com mais violência e o desfile de motos com homens armados com fuzis ficou mais intenso, um deles andava no meio da tarde em pé na garupa de uma moto apontando o fuzil para todos os lados.

Não condeno a atitude do motorista, em seu lugar faria o mesmo, o problema é que depois do acontecido a situação dos moradores piorou ainda mais, as equipes do batalhão da área estão inoperantes, simplesmente não passam pelo lugar e a população fica mais uma vez refém da marginalidade que foi presenteada pelo governador Sergio Cabral com suas UPPs eleitoreiras.

Abaixo mais uma vez um mapa com o esquema das bocas de fumo e as barricadas, o morador que nos enviou está sendo ignorado pela segurança pública do estado e pela grande imprensa, este jovem já enviou os mesmos relatos para todos os grandes órgãos de mídia mas ninguém dá bola, estão preocupados com o Amarildo que dá mais Ibope.

 

rua-morais-pinheiro-anchieta

 



 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *