Sem polícia no bairro milicianos fazem resgate de morador sequestrado pelo tráfico do morro São José

By | November 10, 2013

tiroteio-baronesaRio – Um mototaxista foi sequestrado na tarde de sábado (10/11/2013) por traficantes do Comando Vermelho que tomaram o morro São José Operário, se este fato tivesse acontecido em um país civilizado familiares e amigos ligariam para a polícia e o problema passaria para o poder público que usaria os meios necessários para resolver o problema.

No bairro da Praça Seca funciona de maneira diferente. O poder público, representado na área de segurança pela 28ª DP e pelo 9º BPM não cumprem suas funções constitucionais. Quando ligamos para o 190 durante um tiroteio mesmo que o atendente esteja escutando o som dos tiros do outro lado da linha eles nos dizem que não está acontecendo nada no bairro e encerram a ligação.

Durante a tarde deste sábado um mototaxista foi sequestrado por traficantes, quando o tráfico faz isso já sabemos o que acontece, a pessoa será torturada por algumas horas e depois terá algum tipo de morte horrível como ser serrado o meio, esquartejado a golpes de machado ou queimado vivo, levar um tiro na cabeça logo no início é considerado sorte.

Dentro desta bagunça constitucional onde o poder público não atua, milicianos hoje baseados na comunidade da Chacrinha tomaram para si o poder que seria do estado e organizaram uma operação de resgate e foram buscar o sequestrado que estava na subida do morro da rua Baronesa. Um rápido e intenso tiroteio foi ouvido em toda região, carros que passavam pela rua Baronesa deram meia volta e vários moradores fizeram vídeos de suas janelas onde se pode ouvir claramente o som dos tiros.

Não se conhecem todos os detalhes da operação, um outro problema com a falta do poder público, se a PM tivesse feito o resgate eu poderia ir ao local, me apresentar como fotógrafo de um órgão de mídia e perguntar a algum agente como aconteceram os fatos. Como se trata de poder paralelo não tem como eu subir o Bateau Mouche ou a Chacrinha para perguntar a algum miliciano ou ao próprio sequestrado como foi a ação.

O comandante do 9º BPM se apressou em informar que houve uma alucinação coletiva nos moradores da Praça Seca que “pensaram” que estavam ouvindo tiros, disse ainda que a maior parte das ligações que reportam tiroteios vem de milicianos que sob ataque de traficantes ligam para a polícia como se estivessem pedindo reforço, pura balela, quem mora no Bateau Mouche sabe que eram os traficantes do CV que ligavam para a PM quando a milícia invadia, o 9º BPM esteve no bolso do tráfico durante quatro meses em 2013.

“Especialistas” em segurança falam em tom de pena e um pouco de deboche que os moradores destas áreas sentem falta da milícia, não sentimos falta da milícia preferimos a atuação do estado, mas quando se está abandonado nos agarramos a qualquer ajuda que aparece e a milícia cumpriu este papel ontem.

 

tiroteio-baronesa2

 



 

8 thoughts on “Sem polícia no bairro milicianos fazem resgate de morador sequestrado pelo tráfico do morro São José

  1. Cidadão de Bem

    Mais um fim de semana caótico graças ao tráfico, e ainda tem gente que defende esse lixo que infesta o nosso bairro.

    Reply
  2. thaiana

    Boa tarde,
    gosto muito das suas reportagens, são bem claras e objetivas.
    Só uma correção, esse tiroteio ocorreu entre as ruas barão e baronesa que ficam na subida da comunidade “SÃO JOSÉ OPERÁRIO ” , e não no Bateau Mouche como foi citada na reportagem.
    O Bateau Mouche e a chacrinha apesar de ser no mesmo bairro não fica tão próximo daqui , e não seria possível ouvir os tiros com tanta nitidez como foram os tiros de ontem.
    Por tanto SÃO JOSÉ OPERÁRIO é uma comunidade, BATEAU MOUCHE é outra comunidade e CHACRINHA é outra comunidade, apesar de ficarem no mesmo bairro PRAÇA SECA.
    OBRIGADO !!!!

    Reply
    1. editor Post author

      Oi menina, eu escrevi que foi na Baronesa, olha ai

      “Dentro desta bagunça constitucional onde o poder público não atua, milicianos hoje baseados na comunidade da Chacrinha tomaram para si o poder que seria do estado e organizaram uma operação de resgate e foram buscar o sequestrado que estava na subida do morro da rua Baronesa. Um rápido e intenso tiroteio foi ouvido em toda região, carros que passavam pela rua Baronesa deram meia volta e vários moradores fizeram vídeos de suas janelas onde se pode ouvir claramente o som dos tiros.”

      Obrigado pelo elogio, volte sempre

      Reply
  3. Michel Rallone

    Eu fico impressionado como um site que tem a intensão de passar uma noticia consegue ser tão tendencioso, malicioso e sujo!

    Claro que muitos leitores ja perceberam que este site ou é escrito por um miliciano ou por parentes dos mesmos, esta matéria infelizmente só tem a intenção de manipular os fatos verdadeiros…. e atingir a grande maioria sem o minimo de discernimento.

    Quem mora na Praça Seca e tem mais de 25, 30 anos ja viu coisa muito pior, o que os traficantes fazem com os moradores hoje, é o mesmo que os milicianos fizeram a 10 anos atrás, vá a té a cidade de deus e procure saber quantos foram expulsos por milicianos por serem parentes mesmo que distante de traficante, centenas de pessoas, não tente colocar os milicianos como heróis pq eles não serão nunca…. tive momento de me esconder com meus filhos em plena quarta feira as 13:00 da tarde em dia de feira na rua Bernadino pq milicianos trocavam tiros entre si, em uma guerra entre um grupo da Menezes e um grupo da Barão !

    então não tente achar que esses caras estão prestando um serviço a população, pq n estão, são iguais ou piores do que traficante!

    Reply
  4. Mary

    Que notíciazinha mais porca hein… A milícia apavora a vida dos moradores e é retratada com heroísmo. Se todos odeiam traficantes porque eles apavoram a vida dos moradores, então quem é mais bandido, o traficante ou o miliciano? Na Praça Seca é difícil saber. Com certeza a milícia não foi buscar um simples mototaxista neutro.
    Eu sou nascida e criada na Praça Seca e não me lembro de ter elegido nenhum miliciano como meu representante. Pelo contrário, gostaria de ver todos atrás das grades.

    Reply
  5. Marcia

    A MULHER DO MOTOTAXI LIGOU PARA PM E FOI NA DP NINGUÉM AJUDOU,ELA TEVE QUE SUBIR O MORRO E PEDIR AJUDA AO “L”,EM 20 MIN TODOS REUNIDOS , PARA TENTAR RESGATAR O MOTOTAXI.
    PARABENS A TROPA QUE RESGATOU O TRABALHADOR , O CARA TEVE FILHO TEM 4 MESES E O MENINO JÁ IRIA FICAR SEM PAI , POR CAUSA DESSA GUERRA.
    SÓ ESTÁ MORRENDO INOCENTE NISSO.

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *