Motorista de caminhão Luís Fernando Costa falava ao celular quando matou cinco pessoas

By | January 30, 2014

 Foto: Guito Moreto / Agência O Globo

Foto: Guito Moreto / Agência O Globo

Fonte: Extra

RIO – O motorista do caminhão basculante que derrubou uma passarela e provocou pelo menos cinco mortes na Linha Amarela, na manhã da segunda-feira, admitiu à polícia que estava falando no celular no momento do acidente. De acordo com o delegado-assistente da 44ª DP (Inhaúma) , Fábio Asty, Luís Fernando Costa, de 31 anos, afirmou que já entrou na via expressa falando no telefone, e não percebeu que a caçamba estava levantada.

– Mesmo ele tendo admitido que estava ao telefone, ainda sim esse negligência configura um crime culposo (sem intenção de matar). Se ele soubesse que a caçamba estava levantada e que poderia atingir a passarela, haveria aí a intenção de matar, o que transformaria o crime em doloso – disse o delegado, que afirmou ainda que ele vai responder por cinco acusações de homicídios culposos e quatro lesões corporais culposas. A pena prevista para um homicídio culposo é de dois a quatro anos de prisão.

Segundo o delegado, o caminhão envolvido no acidente passou por um conserto na caixa de marcha na semana passada. Segundo ele, apurou, essa caixa de marcha é acoplada ao sistema hidráulico, responsável por suspender a caçamba. Ainda de acordo com informações do delegado, o veículo foi devolvido pela oficina da empresa na segunda-feira.

O motorista do caminhão, que foi transferido durante a madrugada para o Hospital do Coração de Duque de Caxias, está internado no Centro de Tratamento Intensivo. A direção da unidade não quis dar informações sobre o estado de saúde do paciente. De acordo com a Secretaria municipal de Saúde, Luís Fernando sofreu lesão abdominal e estava em observação pela cirurgia geral no Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, Zona Oeste, até o momento da transferência.

 



 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *