Moradores do morro da rua Capitão Menezes na Praça Seca apavorados com a chegada de traficantes

By | January 31, 2014

Rio – A pequena comunidade está com medo dos traficantes recém chegados às suas ruas após a instalação da tal companhia destacada da PM no São José Operário. Avisados com antecedência os criminosos fizeram uma pequena caminhada pela mata e tomaram posse do morro localizado no início da rua Capitão Menezes.

Nesta semana a presidente da associação de moradores foi arrastada nua de sua casa até o morro, espancada e assassinada a pauladas. Um traficante local chamado Wendrel ou “Da Nike” a acusava de ligação com a milícia que controlava o lugar e decidiu pela sua execução.

Além de medo os moradores estão revoltados com o assassinato.

Moradores relatam ameaças e intimidação, garotos de pouca idade andam armados pelas vielas gritando o nome do Comando Vermelho e dizem estar a procura de qualquer um que tenha ligação com a antiga milícia.

A companhia da PM no São José vai mal das pernas, com pouco ou por vezes, nenhum efetivo, não tem condições de manter os traficantes longe da comunidade. O São José Operário servia de dormitório e ponto de venda de drogas, com a companhia da PM transferiram-se para a rua Capitão Menezes mas mantém a venda de drogas no São José Operário a noite.

Esta companhia não serviu de nada, como não serve o modelo das UPPs, não dá certo ficar transferindo traficantes, drogas e armas de uma comunidade para outra, é necessário retirar as armas dos garotos e para isso vai ter que haver enfrentamento, os fuzis não podem ficar com estes idiotas sem cérebro.

morro-da-capitao-menezes

 



 

2 thoughts on “Moradores do morro da rua Capitão Menezes na Praça Seca apavorados com a chegada de traficantes

  1. doladomascorreto

    Traficantes tem que tomar vergonha na cara aprende a ser gente e virar gente de bem primeiro ir a uma igreja universal I fazer uma corrente de libertaçao pra tirar essa legiao de demonio que tem neles sou morador do bateou muche traficantes fora foraaa

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *