Migração de criminosos do Complexo do Lins abarrota Praça Seca de traficantes do Comando Vermelho

By | July 9, 2013

Rio de Janeiro – Por conta da atuação deste blog na área da Praça Seca recebemos muitas informações de moradores dos morros da Covanca, Bateau Mouche e Chacrinha sobre traficantes que infernizam essas comunidades. São informações, fotos e até endereços de perfis em redes sociais destes criminosos.

Os marginais que estão tentando tomar Bateau Mouche e Covanca tem como característica serem locais (alguns) e vindos do Complexo do Lins (maioria), recebemos várias informações de que criminosos estão saindo da Cachoeirinha no Lins e vindo para cá, não conheço esta comunidade mas grande parte deles se refere a “caxuerinha” como “Bolívia”.

Apesar da grande mídia em seus jornais locais terem dado cobertura sobre os fatos a polícia ignora a migração e a guerra pelo território que acontece por aqui, Jacarepaguá assim como outros lugares, está se tornando a lata de lixo dos vagabundos que fugiram de UPPs. Conveniente para o Estado? Não sei.

Um adendo: o povo das comunidades de Jacarepaguá está quebrando um paradigma em sua relação com o tráfico de drogas, não queremos o tráfico aqui e estamos fazendo muito barulho nas redes sociais denunciando os marginais e o corpo mole que a polícia está fazendo. Percebo em outras comunidades um misto de simpatia e submissão conformada ao tráfico.

 



 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *