Médico Clóvis Jacinto da Silva é preso acusado de fazer sexo com taxista em rua do Centro

By | March 9, 2014

Rio – O conceituado médico urologista Clóvis Jacinto da Silva, de 48 anos – que atua em Brasília e é sócio de uma clínica que já prestou serviços para o Senado Federal – foi preso em flagrante por ato obsceno, porte e uso de cocaína e corrupção ativa na madrugada de ontem.

Ele fazia sexo com o taxista José Evaldo de Oliveira, de 43 anos, dentro do carro na Avenida Beira-Mar, próximo ao Aeroporto Santos Dumont, no Centro. Surpreendido por policiais militares do 5º BPM (Praça da Harmonia), que o submeteram à revista e encontraram dois papelotes da droga, Jacinto tentou subornar o sargento Augusto, que comandava a guarnição, e este lhe deu voz de prisão.

Os militares contaram que o urologista estava muito alterado, chegou a discutir com os policiais, sacou uma maço de notas de R$ 50, contou o valor de R$ 300 e ofereceu ao PM para que não fosse registrada a ocorrência. “Pega aí e deixa isso para lá”, disse o médico.

A dupla foi levada para a 5ª DP (Mem de Sá), onde o delegado Antônio Bonfim autuou o médico. Durante o dia de ontem, advogados dele conseguiram convencer o juiz responsável por analisar o pedido de prisão que Jacinto poderia responder em liberdade e ele foi solto. O taxista foi indiciado por ato obsceno, prestou depoimento e foi liberado ainda de madrugada.

Fonte: O Dia



 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *