Mais um tiroteio assusta moradores da comunidade Bateau Mouche em Jacarepaguá

By | October 3, 2013

operacao-bateau-mouche-2Fonte: G1

Moradores da comunidade Bateau Mouche, na Praça Seca, Zona Oeste do Rio, relatavam um intenso tiroteio nos morros da região, por volta das 19h40 desta quinta-feira (3). Segundo os relatos, o tiroteio também atingiria os morros Pendura-Saia e Chacrinha.

Policiais do 9º BPM (Rocha Miranda) disseram que até as 19h44 desta quinta não havia registros nas delegacias sobre o suposto tiroteio. A Polícia afirmou ainda que não acontecia nenhuma operação policial no local, mas policiais que moram perto do local entraram em contato com o Batalhão avisando sobre a ocorrência.

Pavor e Medo

No início de junho de 2013, as favelas da região, que ficam em Jacarepaguá, foram invadidas por traficantes. No morro da Covanca, por exemplo, famílias chegaram a ser ameaçadas e expulsas das comunidade, e o clima da região, desde então, é de pavor e medo.

No dia 29 de abril de 2013, uma operação da Polícia Civil chegou a prender sete suspeitos de envolvimento com o tráfico, incluindo Leonardo Santos Conceição, conhecido como Semente, apontado como chefe do tráfico de drogas da favela Bateau Mouche.

O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, anunciou reforço no policiamento da região da Covanca, em Jacarepaguá, durante reunião do Conselho Comunitário de Segurança na região. Moradores do bairro, guardas municipais, policiais municipais e civis se reuniram com o secretário no dia 26 de setembro deste ano para discutir a grave situação do Morro da Covanca.

 



 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *