Justiça condena o miliciano Batman a 30 anos de prisão por assassinato

By | November 15, 2013

Liga da Justiça

Batman durante visita íntima na prisão

Fonte: Jornal Extra

Apontado como chefe da milícia que atua em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, Ricardo Teixeria da Cruz, o “Batman”, foi condenado a 30 anos de prisão na madrugada desta sexta-feira. Ele é acusado de ser o mandante do assassinato do segurança Alexandre Pinheiro Gouvêa, em março de 2009. Também foram condenados por envolvimento no crime Ricardo Coelho da Silva, conhecido como “Cadinho” ou “Cara Torta” e Maciel Valente de Sousa, o “Zaca”, respectivamente, a 25 e 21 anos de reclusão. A decisão é do 3º Tribunal do Juri do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de janeiro.

Todos respondiam por crime qualificado. Segundo a Justiça Cadinho e Zaca deverão iniciar o cumprimento da pena em regime fechado. De acordo com a sentença, o crime foi praticado por motivo torpe. Gouvêa trabalhava como segurança em estabelecimentos comerciais e seria considerado um obstáculo à atuação da milícia. De acordo com as investigações, a vítima, que estava desarmada foi morta a tiros de fuzil por Cadinho. Carlos Ari Ribeiro, o “Carlão”, que também era réu na ação, morreu no curso do processo.

 



 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *