Esmael Emídio da Silva, a vítima da violência que não interessa aos grupos de direitos humanos

By | August 8, 2013

Esmael-Emidio-da-SilvaRio de Janeiro – O garçom do teatro Rival no Centro do Rio saiu de seu trabalho na noite de terça-feira e parou em um bar antes de ir para casa, ao sair do banheiro foi surpreendido por um grupo de traficantes que se preparava para invadir a favela do Sapo em Senador Camará, foi executado com dois tiros.

Bandidos da Cidade Alta tentavam invadir a favela do Sapo, de uma facção rival, para tomar o controle dos pontos de venda de drogas. Mataram Esmael porque estavam com o nariz entupido de cocaína e se assustaram quando o garçom saiu do banheiro.

A morte deste homem não vai causar nenhuma manifestação, ninguém vai perguntar “onde está Esmael”, seu nome não vai aparecer em faixas de nenhuma manifestação, ele morreu nas mãos do tráfico de drogas e para os grupos de defesa dos direitos humanos traficantes são considerados como “vítimas da sociedade” e por isso todos os seus crimes são justificados e para alguns não deveriam nem ser punidos.

Em Jacarepaguá, dez moradores foram assassinados em apenas três meses de guerra de traficantes do Comando Vermelho, dois deles foram queimados vivos, só a morte destes dois mereceu notinhas no meio dos jornais impressos e matérias nas reportagens das TVs locais.

Fico meio tonto quando leio as justificativas de sociólogos, antropólogos, professores de história e todos que os seguem quando falam sobre o ambiente que gerou as condições para que jovens se tornassem traficantes, isto é coisa clara e cristalina, são massacrados pela falta de condições desde que estão na barriga de suas mães, não é preciso estudar tanto para repetir isto o tempo todo. O fato é que estão com armas de guerra e estas armas precisam ser tomadas, se algum teórico tiver uma ideia sobre como retirar estes fuzis sem machucar ninguém deveria apresentar.

Esmael morreu e virou estatística, ninguém vai se importar com ele ou sua família, será esquecido em dois ou três dias e só vai continuar na lembrança e na dor de seus amigos e familiares.

 



 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *