Batalhão de Choque da PM faz operação na Rocinha para acabar com a guerra entre CV e ADA

By | November 7, 2013

Fonte: Jornal Extra

Quarenta e cinco homens do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) fizeram uma operação na Favela da Rocinha para coibir o tráfico de drogas, entre a noite de quarta-feira e a manhã desta quinta. Segundo informações da assessoria de imprensa da Polícia Militar, não houve troca de tiros. Ninguém foi preso e não houve apreensões. A Rocinha ganhou uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) há pouco mais de um ano, mas nos últimos dias tiroteios viraram rotina na comunidade: desde sábado foram pelo menos quatro.

De acordo com PMs da UPP, as trocas de tiro são fruto de uma disputa entre facções por uma das maiores refinarias do tráfico de drogas da favela. O barraco onde a refinaria funciona pertence ao traficante Ricardo Santos Rodrigues da Silva, o Ricardinho 157, um dos 16 denunciados pelo Ministério Público após a Operação Paz Armada.

Ricardo fazia parte da grupo de John Wallace da Silva Viana, o Johnny, que herdou a liderança da quadrilha após a prisão de Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem. A droga produzida no local era vendida pelos traficantes da parte de baixo. Em agosto, entretanto, após uma briga com um dos gerentes de Johnny, Ricardo passou para o lado de Luiz Carlos Jesus da Silva, o Djalma, que, há dois meses, rompeu com a facção.

 

Foto: Simone Marinho / O Globo

Foto: Simone Marinho / O Globo

 



 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *