Traficantes da Nova Holanda tentam invadir comunidades de Nova Iguaçu para fugir da ocupação

By | January 11, 2014

Fonte: O Dia

Rio – Oito homens foram assassinados em menos de 24 horas, em Nova Iguaçu, na Baixada, entre a quinta e a madrugada desta sexta-feira. Informações do Setor de Inteligência do 20º BPM (Mesquita) dão conta que a cidade foi invadida por traficantes de drogas oriundos da Favela Nova Holanda, no Complexo da Maré, que deverá ser pacificado até março. Oficialmente, a PM não confirma a ida de bandidos do Rio para Nova Iguaçu. Ontem à tarde, um ônibus foi incediado por criminosos.

onibus-queimado-nova-iguacu
Em represália à morte de três jovens no Jardim Nova Era, bandidos queimaram um ônibus na Rua Castor: horas de desespero – Foto: Fabio Gonçalves / Agência O Dia

Em pelo menos um dos registros — o de um triplo homicídio no bairro Jardim Nova Era, às 4h de ontem —, o comandante do batalhão, tenente-coronel Almyr Cabral, admitiu a guerra do tráfico. “As facções estão brigando ali, tentando tomar conta do terreno. A polícia atua expulsando um grupo, e outro toma o lugar”, disse o oficial.

Policiais do 20º BPM que costumam patrulhar o Jardim Nova Era e bairros vizinhos também afirmam que criminosos da Nova Holanda tentam tomar as bocas de fumo das comunidades que ficam próximas da Av. Abílio Augusto Távora (antiga Estrada de Madureira).

“Está difícil até para gente trabalhar aqui, pois não sabemos se vamos voltar pra casa. Tem muito bandido de fora (da cidade)”, afirmou um PM.

No Jardim Nova Era, os mortos foram identificados: Douglas Lima de Oliveira, de 19 anos, Bruno Henrique Galvão Guimarães e Victor da Silva Alves, ambos de 17. Assassinos passaram de carro atirando.

O primeiro crime na cidade ocorreu às 8h50 de quinta-feira, no bairro Valverde, onde Leandro de Assis Vieira, de 27, foi morto a tiros. Por volta das 15h40, Douglas Jean Alves foi executado em Comendador Soares, bairro que registrou horas depois a morte de Wellington Castro Chaves. Ainda na tarde de quinta, Bruno Monsore de Souza, de 24, foi morto na Vila Iguaçuana. Na madrugada de ontem, à 1h20, homem conhecido apenas como Rafael foi morto em Geneciano.

Ônibus é incendiado em segundos

No Jardim Nova Era, onde três pessoas foram mortas, o clima estava muito tenso. Em represália, traficantes da região atearam fogo num ônibus da empresa Glória, que faz a linha Rosa dos Ventos—Nova Iguaçu, por volta das 13h15 desta sexta-feira.

O coletivo passava pela Rua Castor quando cerca de dez homens, todos sem camisas e armados, pararam o veículo e obrigaram passageiros e o motorista a descer. ‘Mete o pé!’, gritaram os bandidos.

As chamas, que destruíram o ônibus, ainda atingiram a fiação de energia elétrica da via, deixando moradores sem luz. “Vi tudo de perto. O grupo mandou todo mundo descer, e o ônibus queimou em segundos. O clima é de violência. Maldita hora em que esses bandidos da Nova Holanda chegaram à comunidade”, reclamou um jovem de 18 anos, que pediu para não ser identificado.

As oito mortes estão sendo investigadas pela 56ª DP (Comendador Soares) e 58ª DP (Posse). A Polícia Civil não descarta a migração de bandidos do Rio de Janeiro para favelas de Nova Iguaçu.

chacina-nova-iguacu
Parentes ao lado dos três corpos no Jardim Nova Era: homens num carro passaram atirando nas vítimas – Foto: Ivan Teixeira / Hora H / Agência O Dia

 



 

Comentários

comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *